Histórico de Jenipapo de Minas

 

Fundação: 22 de dezembro de 1995 (21 anos)

Jenipapo de Minas não existia no início do século XX. Contam os antigos moradores que existia na localização onde hoje se encontra a Praça Bom Pai, um antigo cemitério, onde também se encontrava enterrado o venerado “Pai Joaquim”, escravo que, segundo dizem os moradores mais velhos, muito sofrera antes de morrer e a quem muitos moradores atribuem milagres e curas. Na década de 40, algumas pessoas começaram a construir suas casas em local próximo ao antigo cemitério, onde foi se constituindo o lugarejo, dentre essas pessoas David Lisboa, Manoel Rodrigues, Manoel Porfírio, Natalino Lisboa, Santos de Caldas, Terezinha Vaz, Bernardo Pinheiro, entre outros, que construiram a Capela de São Sebastião, primeira igreja da localidade, que ainda existe na referida praça. A localidade foi crescendo e a população lutou, conseguindo trazer escolas, Padres (vários párocos vieram depois á localidade e ficaram muito conhecidos como Padre Bernardino, Padre Jaime, Frei Celeste, Padre Vítor, Padre Willy, entre outros). A localidade passou a existir como distrito na décadade 60 do século passado (século XX). Jenipapo, na década de 80 era um distrito pertencente ao município de Francisco Badaró. Durante as décadas de 80 e 90 a população, através de Associações e lutas não conseguiu, durante várias tentativas, lograr êxito no desejo de ver a cidade emancipada. No entanto, foi criada uma Associação de moradores, a AMOJE, nos anos 90, que através de muita luta de seus membros fundadores conseguiu levar o então distrito a se emancipar… O resultado desta luta saiu no ano de 1997 e a cidade teve sua emancipação, quando foi também sua primeira eleição para prefeito, onde Epaminondas Sena Oliveira (Nondas de Maria do Amparo)foi eleito o primeiro prefeito do recém-criado município. Depois de Nondas foi eleito para prefeito Edson Honorato Figueiró, ex-prefeito de Francisco Badaró (cidade vizinha, da qual Jenipapo se emancipou), tendo este mandatário sido reeleito. Para sucedê-lo, elegeu-se Márlio Geraldo Costa que é o prefeito atual.

Geografia

Sua população estimada em 2014 era de 7 531 habitantes.[6]

Encontra-se numa região de cerrado e está cercado por uma cadeia de pequenas montanhas das quais se destacam: o monte Alegre e Tamanduá sua flora é constituída de arvores não perenes de tronco grosso e retorcidos as principais espécies encontradas são o: ipê amarelo, ipê o roxo, o pequiseiro, o jenipapeiro (que dá nome a cidade) entre uma série de outras sua fauna é constituída de animais típicos do cerrado como o tatú, veado campeiro, tamanduás, jacarés, emas, canários, jaguatirincas e outros.

Hidrografia

Cortado pelo rio Setúbal de porte pequeno que vem a desembocar no rio Araçuaí e posteriormente no rio Jequitinhonha O Rio Setúbal, teve no ano de 2010, inaugurada sua barragem no município de Jenipapo de Minas com o Presidente da República Luis Inácio Lula da Silva que relembrou a importância da obra para a perenização do rio e também do processo que desencadeou na construção da mesma. O presidente creditou a barragem não somente aos recursos vindos da união e do estado mas principalmente a duas mulheres, Terezinha Vaz Lisboa e Lucia Batista, que fizeram por essa barragem uma campanha que se iniciou no ano de 1991.

Rodovias

MG-114

Administração

Prefeito: Carlos José de Jesus Sena
Vice-prefeito: José Celson Leite
Presidente da câmara: Stenio Batista Guedes

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jenipapo_de_Minas